A Visitar


Hospital Termal 

Considerado o hospital termal mais antigo do mundo, está situado na pequena praça Dª. Leonor, ao lado do Balneário Termal. Foi com esta rainha que a história começou e que remonta ao ano de 1484 quando esta monarca passava pelo sitio onde se viriam a erguer as caldas, a caminho da Batalha. Foi então que viu alguns pobres metidos em presas de águas cálidas que saíam da fonte fumegando, tendo sido respondido ao seu espanto de curiosidade que aquelas águas eram o remédio para os seus padecimentos. Foi então que a Rainha Dª. Leonor criou as condições para os utilizadores daquelas águas, surgindo em 1485 o hospital termal e um estabelecimento para os banhos.
Largo Rainha D. Leonor 2500-176 Caldas da Rainha


Mata Dona Leonor

Plantada à época de Leonor de Avis, Rainha de Portugal para proteger as nascentes de água termal que abastecem o Hospital Termal Rainha D. Leonor, foi reformada no século XIX.

Atualmente com 17 hectares, confina com o Parque D. Carlos I e caracteriza-se por sua biodiversidade e beleza. Das suas árvores frondosas, destacam-se o pinheiro manso, carvalhos, plátanos e acácias. Na sua forma actual, a mata tem um carácter marcadamente florestal, com funções dominantes de protecção da exploração dos aquíferos termais, exercício e lazer dos aquistas e acompanhantes e dos Caldenses e enquadramento ambiental do complexo termal.
Mata Rainha Dona Leonor, 2500 Caldas da Rainha


Praça da Fruta

Praça da República, a mais emblemática praça da cidade, faz parte da zona histórica. Também é conhecida localmente como a Praça da Fruta, um espaço de visita incondicional.
Ali todos os dias no período da manhã recebe o mercado, considerado o maior de Portugal em céu aberto, onde encontramos um pouco de tudo, desde os tempos remotos do século XVIII.

Praça da República, 2500 Caldas da Rainha


Museu do Hospital e das Caldas 

O edificado tem origem na antiga “Caza Real”, conhecida por ter assistido a Rainha Dona Leonor durante as suas visitas à cidade. Este museu apresenta as memórias da instituição e do espaço urbano que se desenvolveu ao longo dos tempos. O seu espólio é composto por pintura, escultura, talha, ourivesaria, paramentaria, mobiliário, cerâmica, documentos gráficos e instrumentos médicos e científicos provenientes do século XX. 
Rua Rodrigo Berquó, 2500-176 Caldas da Rainha


Igreja de Nossa Senhora do Pópulo

A Igreja de Nossa Senhora do Pópulo, matriz de Caldas da Raínha, é considerado monumento nacional. De início construída como capela do primitivo hospital termal, a igreja teve a sua conclusão em 1500, sendo-lhe anexada a torre sineira entre 1500 e 1505.
A sua autoria é atribuida a Mateus Fernandes (pai) Mestre das Obras da Batalha.

Rua Rodrigo Berquó, 2500 Caldas da Rainha


Ermida de São Sebastião

Situada a noroeste da Praça da República, a atual ermida nada têm da original quinhentista. É um templo do séc. XVII resultado de uma intervenção sofrida, com o testemunho no seu interior com os painéis de azulejos azuis e brancos datáveis da década de 1740.
Rua José Malhoa, 2500 Caldas da Rainha


Chafariz das 5 Bicas

Este é o único chafariz sobrevivente de três que existiram nos princípios do século XVIII nas Caldas da Raínha. Este, ao contrário dos outros dois, possui cinco bicas, dando o nome ao chafariz, mostrando a imponência das dimensões e o aparato das volutas que o ladeiam e das bacias por onde a água escorre.
Rua do Diário de Notícias, 2500-176 Caldas da Rainha


Museu José Malhoa

Situado no Parque de D. Carlos I, com faianças artísticas, pinturas, desenhos, principalmente obras de José Malhoa, mas também incluindo obras de outros artistas portugueses, com destaque para Rafael Bordalo Pinheiro.. 
Parque D. Carlos, I 2500-109 Caldas da Rainha


Parque D. Carlos I

Um dos melhores parques do País, com jardins, um lago com barcos de recreio, um parque infantil, court de ténis. O Parque foi completamente remodelado em 1933. 

Rua de Camões


Museu do Ciclismo

Inaugurado a a 14 de dezembro de 1999, e reúne peças que representam a história do ciclismo em Portugal. Este é gerido pela Associação para o Desenvolvimento do Ciclismo (ADC), estando integrada na Câmara Municipal das Caldas da Rainha, a Federação Portuguesa de Ciclismo e o Sporting Clube das Caldas.
Rua de Camões, 2500-107 Caldas da Rainha


Fábrica das Faianças

Loja oficial da Fábrica de Rafael Bordalo Pinheiro, juntamente com  a Casa Museu São Rafael, onde se encontra um restaurante completamente decorado com as peças da Fábrica. 
Rua Rafael Bordalo Pinheiro, nº 53, 2504-911 Caldas da Rainha


Casa Museu São Rafael

Localizada na Rua Rafael Bordalo Pinheiro, este foi fundado em 1884, com peças produzidas da fábrica do ceramista local, Rafael Bordalo Pinheiro, sendo exibidas diferentes peças em relação aos distintos períodos da sua vida. Já, o acervo da Casa Museu é composto por cerâmica produzidas ao longo dos anos da Fábrica Bordalo Pinheiro, mantendo algumas peças originais e outras cópias do artista, no final do século XIX. 
Rua Rafael Bordalo Pinheiro, nº 53, 2504-911 Caldas da Rainha


Museu da Cerâmica

Localizado num palacete romântico, este museu é composto por uma importante coleção de cerâmica, organizada por temas, que abrange o século XVI ao XX, compreendendo os núcleos de cerâmica: contemporânea, representativa dos principais centros, estrangeira e caldense. O museu apresenta também um importante setor de azulejaria. 
Rua Dr. Ilídio Amado – Ap. 97, 2500-910 Caldas da Rainha


Atelier - Museu António Duarte

Inaugurado a 1985, após a doação da coleção do Mestre António Duarte (1912-1998) à sua cidade natal, Caldas da Rainha. Neste museu, encontra-se grande parte da sua produção escultórica, distribuídas por várias salas que apresentam desde escultura pública, constituídos por esbocetos, modelos e maquetes, a um registo mais íntimo e pessoal do artista. Também é possível encontrar núcleo de Arte Sacra. 
Rua Dr. Ilídio Amado, 2500-217 Caldas da Rainha


Museu Barata Feyo

Inaugurado em 2004 e projetado por um dos filhos, Arquiteto António Barata Feyo, recolhe um importante acervo deste escultor da escola do Porto. Salvador Barata Feyo (1899-1990) foi escultor, ensaísta e pedagogo, destacou-se com as suas obras de retrato, escultura oficial e escultura religiosa. 
Rua Dr. Ilídio Amado, 2500-217 Caldas da Rainha


Atelier Museu João Fragoso

Inaugurado a 1994, este seguiu a política cultural da autarquia, começada com o Atelier-Museu António Duarte. O museu foi construído para acolher as obras do artista João Fragoso (1913-2000) e para criar um espaço de oficina que possibilitasse a continuidade da sua produção artística. 
Rua Dr. Ilídio Amado, 2500-217 Caldas da Rainha

Organização


Principal Parceiro


Parceiros Media





 
 

Apoios


Colaboração