Exposição 100 ANOS DE JAZZ EM PORTUGAL

Local da exposição: Foyer - Centro Cultural e Congressos de Caldas da Rainha

Inauguração da Exposição: Dia 20 de Outubro, às 17h00

Exposição patente de 20 de Outubro a 25 de Novembro

100 ANOS DE JAZZ EM PORTUGAL EM EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL E CONGRESSOS DE CALDAS DA RAINHA

Entre Outubro e Novembro o Centro Cultural e Congressos de Caldas da Rainha acolhe, no âmbito do Festival Caldas Nice Jazz, a exposição «Txim, txim, txim, pó, pó, pó, pó: 100 anos de Jazz em Portugal».

Comissariada por João Moreira dos Santos, a mostra, que em 2017 esteve patente na Biblioteca Nacional, conta a história de um género musical cujos primeiros ecos chegaram ao País em 1917 e que se cruzou com grandes figuras da cultura nacional, como Ferreira de Castro, Almada Negreiros, Stuart Carvalhais, Cottinelli Telmo, António Ferro, António Lopes Ribeiro e Fernando Curado Ribeiro.

A exposição é alimentada pela investigação que João Moreira dos Santos vem realizando há cerca de 20 anos, da qual já resultaram sete livros sobre a história do Jazz em Portugal. Estruturalmente, a mostra integra diversos núcleos dedicados, por exemplo, à recepção do Jazz (nomeadamente a relação com o Estado Novo), divulgação, músicos, discos, concertos e festivais.
 
EN
 
In October and November, the Caldas da Rainha Cultural and Congress Centre hosts, under the umbrella of the Caldas Nice Jazz Festival, the “100 Years of Jazz in Portugal” exhibition.
 
Curated by Joao Moreira dos Santos, the show, which in 2017 was featured in the National Library, tells the story of a musical genre that first made its way to the country in 1917 and which has since intersected with great figures of national culture, such as Ferreira de Castro, Almada Negreiros, Stuart Carvalhais, Cottinelli Telmo Ferro, Antonio Lopes Ribeiro and Fernando Curado Ribeiro.
 
The exhibition is fuelled by the research that Joao Moreira dos Santos has been carrying out for about 20 years, and which has also resulted in seven books on the history of jazz in Portugal. Structurally, the show integrates several specific themes, for example, the way jazz was first received, (namely the relationship with the “Estado Novo” (name given to the dictatorship in Portugal from 1933 to 1974 – “New State” - EN), as well as its promotion, musicians, records, concerts and festivals.