Manuel Linhares - Quarteto

Manuel Linhares 

Nasceu na cidade da Horta (Açores) em 1983 apesar de viver desde muito novo no Porto, cidade onde inicia os seus estudos musicais entrando em 2002 para a “Escola de Jazz do Porto”.

Para além da licenciatura em Canto Jazz pela “Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto”, o seu background musical é também marcado pela passagem por cidades como Barcelona, onde estuda na escola “Taller de Muzics” em 2006, e Berlim, onde em 2010/2011 frequentou o “Jazz Institute of Berlin”.

Estudou e trabalhou com referências nacionais como José Mário Branco, Rui Veloso, Sofia Ribeiro, Pedro Moreira, Claus Nymark, Lars Arens, Michael Lauren, Paulo Perfeito, Carlos Azevedo e Fátima Serro.

Internacionalmente, enquanto estudante do “Jazz Institute of Berlin”  trabalhou com importantes nomes do Jazz Americano e Europeu, entre os quais, Judy Niemack, John Hollenbeck e Gerard Presencer, inegáveis referências no seu desenvolvimento musical.

No seu percurso trabalhou com outros grandes cantores, tais como, David Linx, Grzegorz Karnas, Jeff Cascaro, Rhiannon, Rebecca Martin, Becca Stevens, Gretchen Parlato e  participou como assistente em workshops de Bobby McFerrin e da incontornável Meredith Monk.

Bilhete: 7,50€
Bilhete Duplo: 10€
Estudante|Sénior: 5€

Livre Trânsito: 35€
Acesso a seis espetáculos do Festival Caldas nice Jazz'20: 
Manuel Linhares Quarteto | Lokomotiv | Elisa Rodrigues | Orquestra Jazz de Matosinhos | Daniel Bernardes & Drumming GP | Maria João

 

Ao caldas nice Jazz 2020 o autor vem apresentar os seus últimos trabalhos discográficos de referencia, sendo de salientar  “Boundaries” é um álbum de composições originais, ora em Português ou Inglês, que tentam reflectir sobre as preocupações e inquietações do mundo actual e o lugar que cada um pode ocupar numa sociedade atravessada por fronteiras, separações e limites. Por outro lado, esses limites referem-se também às condições da nossa própria existência, de uma vida que procurando encontrar o espaço da sua liberdade, não deixa de se confrontar com o seu isolamento e com os seus limites, e do seu novo CD, que se encontra em pré-produção, intitulado "Isolation Songs" fruto da quarentena que enfrentou durante a pandemia.

 

Manuel Linhares - Voz
Paulo Barros - Piano
José Carlos Barbosa - Contrabaixo
João Cunha - Bateria 

 

Na imprensa: 
“(…) Com este novo disco, Manuel Linhares apresenta argumentos sólidos para reclamar um lugar ao sol no panorama jazz português.”
Nuno Catarino, in a Forma do Jazz

"Manuel Linhares é assistente de Meredith Monk no seu workshop “Voice as Practice” em Nova Iorque.

Manuel Linhares começou 2019 com a edição do segundo álbum de originais, “Boundaries”, e a sua apresentação ao vivo, na sala Passos Manuel, no Porto. Em palco esteve acompanhado por Paulo Barros no piano, José Carlos Barbosa no contrabaixo e João Cunha na bateria. Com “Boundaries”, Linhares atuou no Porta Jazz no Porto, na Festa do Jazz em Lisboa, no Jazz no Parque no Marco de Canaveses e ainda no Sons do Património em Oliveira de Azeméis.  

No entanto, Linhares não se dedica apenas ao jazz, e em junho de 2019 voltou a trazer a sua parceria com o brasileiro Pedro Iaco a Portugal. No formato duas vozes e violão de 7 cordas, os dois apresentaram-se no Porto (Mira Forum), Coimbra (festival Sons da Cidade) e Lisboa (Sofar Sounds).

Juntamente com os companheiros de longa data Sofia Ribeiro (cantora) e Rizmunik (beatboxer), Linhares fundou este ano o retiro vocal “VocalBeingRetreat” e, em duas edições, (maio e outubro), os três artistas nacionais facilitaram um fim de semana intenso, na Nazaré nas áreas da improvisação vocal e a performance. Experiência a repetir em formato alargado, já em 2020.

O verão de 2019 ficou também marcado pela participação de Manuel Linhares, enquanto vocalista, no projeto “Mar-Planície” criado pelo saxofonista e compositor Carlos Martins com letras de José Luís Peixoto e que junta o Cante Alentejano ao Jazz. “Mar-Planície” é uma encomenda do Artes à Rua e foi apresentado pela primeira vez no âmbito do festival na Praça do Giraldo em Évora. Em palco, e para além de Manuel Linhares e Carlos Martins, estiveram João Paulo Esteves da Silva no piano, Mário Delgado na guitarra, Carlos Barretto no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria. “Mar-Planície” contou ainda com Joana Guerra no violoncelo e José Conde nos clarinetes, bem como o Grupo Cantares de Évora.

Em agosto de 2019, Manuel Linhares foi ainda professor assistente do cantor norte-americano Bobby McFerrin no workshop anual que este dinamiza em Nova Iorque. “Circlesongs” reúne durante uma semana cantores de todos os cantos do globo e tem lugar no Omega Institute.

Novembro trouxe Linhares ao Cascais Jazz Club e ao espaço Lapo, em Lisboa. A par dos dois concertos intimistas, o cantor ainda fez um showcase no jornal o Público. Nesta mesma ocasião e, pela primeira vez em Lisboa, Manuel Linhares dinamizou o seu workshop “O Círculo da Voz”. Umas semanas antes, Linhares tinha levado “O Círculo da Voz” ao serviço educativo da Orquestra de Jazz de Matosinhos.  

O ano acaba com Linhares a ser assistente no workshop de Meredith Monk intitulado “Voice as Practice” e que reune durante um fim de semana em Garrison (NY) artistas de todo o mundo."

 

in Imagem do Som

Copyright © 2020 • Culturcaldas - Associação de Produção Gestão e Desenvolvimento Cultural • Todos os direitos reservados
Powered by [dp]Soluções